Regando o amor

em 18/set/2012 em Poesia por Dennys Távora | 2 comentários »

REGANDO O AMOR     

 

Caminhei entre muitas flores sozinho,
Até a mais bela delas em ti encontrar,
O teu encanto me mostrou o caminho
Que me propicia a felicidade alcançar.

Mesmo se o que pensas não adivinho
E o teu mistério não posso desvendar,
Tu és uma rosa que não tem espinho,
Por isso é que não temo me machucar.

Coloco-me a regar, bem de mansinho,
À espera do amor crescer e frutificar,
Para poder te oferecer o meu carinho
E dedicar toda a minha vida a te amar.

 

Dennys Távora

 

2 comentários para "Regando o amor"

  1. Dalva Teixeira disse:

    Simplesmente MARAVILHOSO!…. Fico encantada com seus poemas, Dennys Távora…. Obrigada!

Deixe um comentário