Amor, teimoso amor

em 14/nov/2012 em Poesia por Dennys Távora | Sem comentários »

AMOR, TEIMOSO AMOR     

 

Herdei dos tempos de criança
O hábito de persistir a sonhar,
Por isso alimento a esperança,
Apesar de nada poder esperar.

Enquanto segues tua andança,
Em ti jamais deixo de pensar,
Embora diminuta a confiança,
No amor continuo a acreditar.

Palavras ficam na lembrança,
Mas não as temo pronunciar,
Ao longe não vejo mudança,
Mas nunca deixarei de te amar.

 

Dennys Távora

 

Deixe um comentário